Nossa História

A Schulz é a maior fabricante de compressores de ar da América Latina. É uma empresa genuinamente brasileira e catarinense, com matriz em Joinville (SC). Como outras grandes organizações que começaram de forma simples e familiar, a Schulz iniciou sua história há meio século com apenas 26 colaboradores e recursos limitados. Em 12 de junho de 1963, Heinz Schulz convidou um grupo de amigos e empreendedores para fundar a Metalúrgica Schulz.

Entre os sócios estavam os empreendedores Ronald Braatz, Herbert Theilacker, Norberto Ritzmann, Guilherme Urban, seu filho Gert H. Schulz e Ovandi Rosenstock, atual Presidente, que fez parte do grupo inicial e participa desde o início dessa história de sucesso. Na época da fundação, o filho mais novo de Heinz, Waldir Carlos Schulz, estava com 13 anos. Atualmente é o Presidente do Conselho de Administração e Diretor Vice-Presidente.

A visão de mercado desse grupo de visionários levaria a pequena metalúrgica Schulz para uma linha de ferramentas manuais de fixação, aperto e corte. O torno de bancada foi o seu primeiro produto para fins mecânicos.

Atenta ao mercado, em 1972, a Schulz foi em busca de novas linhas de produtos com potencial de crescimento e resolveu se dedicar ao desenvolvimento de compressores alternativos de pistão. Iniciou com dois modelos de pequeno porte, o ½ e 1 cv e não demorou para partir na busca de modelos de maior capacidade.

Dez anos depois, em 1982, a Schulz alcançou a liderança absoluta do mercado brasileiro de compressores de ar de pistão. O sucesso e a qualidade dos seus produtos proporcionaram a abertura do mercado internacional no ano seguinte. Com isso, em 1985, a empresa conquistou a liderança na América Latina. Movida pela constante busca da evolução tornou-se, ainda no final da década, a primeira empresa brasileira a desenvolver compressores rotativos de parafuso com engenharia própria.

Na década de 90 a empresa registrou um intenso crescimento. Um dos grandes avanços foi a aquisição do controle acionário da sua maior competidora em compressores alternativos de pistão, a Tecnomecânica S.A., pertencente ao Grupo Dresser, detentora da marca Wayne. Aliado a isso, em 1994, a Schulz abriu o capital e conquistou mais um salto de crescimento com a impressionante marca de 1 milhão de compressores produzidos e comercializados. Em 1999, consolidou sua participação no mercado norte-americano, com a criação da Schulz of America Inc., outro passo importante para sua atuação mundial.

Hoje, a Schulz é reconhecida como uma das mais completas fábricas de compressores de ar do mundo, oferecendo ao mercado uma linha completa na geração, tratamento e armazenamento de ar comprimido. Além de compressores alternativos de pistão, diafragma e parafuso de 5 a 250 cv, dispõe de secadores de ar por refrigeração, por adsorção, filtros de linha, filtros coalescentes, separadores de condensado, ferramentas pneumáticas, ferramentas elétricas e acessórios para aplicações residenciais, profissionais e industriais.

Atualmente, os produtos da Schulz estão presentes em mais de 70 países, sendo uma fornecedora mundial de soluções para ar comprimido e equipamentos para uso doméstico ao industrial, o que reforça a tradição e o elevado padrão tecnológico dos seus produtos.

Linha do Tempo

Do começo da produção dos seus primeiros produtos em 1963, ao início dos modelos de compressores de ar, em 1972, a Schulz logo se transformou na maior e mais completa fabricante brasileira de compressores de ar. Em 1984, os produtos Schulz já estavam presentes em toda a América Latina, na América Central e nos EUA. Ao investir na busca por novos mercados, em 1991, teve início a produção de compressores rotativos de parafuso e a competição com as maiores marcas mundiais.

Dez anos depois, em 1999, A Schulz of America, Inc, foi instalada na cidade de Atlanta, Geórgia, com depósito, equipe de vendas e corpo técnico treinado na matriz brasileira. A Schulz conquistou definitivamente seu espaço em solo norte-americano e expandiu sua atuação. No final de 2009, a marca Somar foi incorporada à Schulz, o que expandiu a atuação no mercado de motobombas, máquinas e ferramentas para atender às necessidades dos exigentes clientes mundiais da empresa. Em 2017, em mais um movimento arrojado, inaugurou a operação na Ásia com a fábrica de Compressores em Shanghai, na China. Em julho deste mesmo ano, foi criada a Schulz Compressores S.A. oriunda do desmembramento da Schulz S.A. em suas divisões de negócio.

Elaboramos uma representação da evolução histórica da Schulz Compressores desde a sua fundação até os dias atuais, com os principais fatos relevantes.

Acompanhe abaixo:

Linha do Tempo

  • 1960
  • 1970
  • 1980
  • 1990
  • 2000
  • 2010
  • Década de 1960

    Fundada em 12 de junho de 1963, por Heinz Schulz mais um grupo de amigos e empreendedores, a Schulz nasceu como uma pequena metalúrgica com 26 funcionários. Iniciou fabricando peças fundidas para linha agrícola e os tornos de bancada (morsas), seu primeiro produto próprio. O primeiro carro de vendas utilizado pelo Diretor-Presidente Ovandi Rosenstock foi uma VW Variant, utilizada para prospectar a linha de tornos de bancada e os compressores de ar de ½ e 1 cv, nos mercados de Curitiba (PR) e São Paulo (SP).

  • Década de 1970

    Em novembro de 1972, iniciou a produção de compressores de ar comprimido. “O BOM” fora disponibilizado nas potências de ½ e 1 cv. Em 1978, a empresa iniciou as operações da fundição em sua nova unidade no Distrito Industrial de Joinville (SC).

  • Década de 1980

    Na década de 80 a empresa tornou-se líder no mercado brasileiro de compressores de ar e também de toda a América Latina. Como marco de produto, a Schulz lançou o PRODIGIUS, o primeiro compressor para aplicação residencial do mercado brasileiro. Em 1982 a empresa recebeu o primeiro prêmio Top Five da Revista NEI. Em 1988 foi o lançamento do compressor Jet Master, que viria a ser o campeão de vendas das décadas seguintes.

  • Década de 1990

    Em 1991, a empresa iniciou a produção de compressores de parafuso, sendo a única empresa genuinamente brasileira a produzir esses compressores. Em 1994, a empresa abriu o capital e adquiriu o controle da Tecnomecânica, produtora dos compressores Wayne/Wetzel. Em 1999, a empresa inaugurou a Schulz of America em Atlanta, EUA.

  • Década de 2000

    Esta foi a década que comprovou a qualidade e tradição da marca Schulz. Em 2004, a empresa iniciou a produção dos compressores da linha Bravo e, em 2009, teve a incorporação acionária da Somar S.A.. Foram conquistados diversos prêmios nacionais como: Prêmio CNI (2006), TOP exportação ADV (2004 a 2007), Prêmio Finep e Prêmio Idea Brasil (2009). Sem contar as certificações conquistadas.

  • Década de 2010

    A empresa conquistou a certificação CE para a linha odontológica e começou a produzir os compressores rotativos portáteis a diesel em 2010. A expansão mundial continuou com a abertura do escritório de representação na China, em Shanghai (2010). Em 2013, ao completar 50 anos, foi inaugurado um Centro de Distribuição para estoque com 12,9 mil m² na sua filial em Joinville (SC). Em 2016 a empresa conquistou nova certificação do Inmetro para seus reservatórios de ar. Em 2017 outros dois fatos relevantes: a empresa abriu sua fábrica de compressores em Shanghai (China) e iniciou a operação da Schulz Compressores S.A..